Desabafo sobre relacionamentos

, , No Comments
Este será um texto de desabafo, com várias verdades de que eu acreditava ser a base ou um relacionamento todo.
Desde que tive meu primeiro namorado, eu sempre acreditei em algumas coisas, que tomei como verdadeira universal para todos os relacionamentos que eu teria futuramente. Mas, hoje em dia, depois de algumas experiência - me permita dizer boas e ruins - eu tenho um pensamento bem diferente sobre tudo.
Antes eu acreditava que deveria ter medo de ficar sozinha, de que me sentir extremamente e totalmente dependente de quem era meu companheiro era normal. Acreditava também que eu não era suficiente para ninguém e de que jamais encontraria alguém que me entendesse e me aceitasse, mesmo com tantos defeitos. Acredite ou não, eu morria de ciúmes de qualquer pessoa que se aproximasse de meu companheiro e achava normal ele me afastar de todos os meus amigos. De certo modo, eu passei por um relacionamento abusivo e poucos sabem disso, até porque eu mesma demorei anos para perceber, mesmo depois de tudo ter acabado.
Alguns sinais desse relacionamento ficaram em mim como cicatrizes. Até hoje eu sou insegura - mas graças a terapia, isso está melhor - mas não como na época; tenho dificuldade em expressar o que sinto e como sinto. Devido a isso, eu sempre passo a imagem de alguém fria, mas na verdade eu sinto até demais, só não sei expressar. Outro ponto que ficou cravado em mim é sempre duvidar de elogios; sim, eu não sei lidar com elogios. Pessoas normais sorriem e agradecem, eu por outro lado, sempre acho que é algum tipo de piada e desacredito no elogio. Talvez isso tenha a ver com a insegurança.
Outro sinal foi me isolar, não querer saber de relacionamentos, nem ao menos conhecer novas pessoas. O que me levou a ter muitas paixões platônicas - coisas idealizadas que jamais se realizariam, pois eu não tinha coragem. Outro ponto era sempre investigar, não acreditar e também nunca discutir a tal relação; não conversava, apenas deixava pra lá.
Mas por quê decidi escrever sobre isso? Porque hoje em dia, eu tenho outra visão, tão diferente, que a diferença chega a ser gritante. Hoje sei que a base fundamental de um relacionamento é a conversa e confiança. Tenho aprendido aos poucos a aceitar elogios e acreditar neles. Como a insegurança foi diminuindo aos poucos e comecei a acreditar em mim mesma, eu não sinto ciúmes terríveis, apenas algo normal - se é que se pode descrever um ciúme normal. Única coisa que nunca mudou foi meu sentimento de possessão, o que é meu é meu, como sempre disse - talvez um dia eu aprenda a lidar com este sentimento.
Eu sei que quando um não quer, ninguém insiste. Sei também que um relacionamento saudável é aquele tem uma boa conversa, risadas, apoio, suporte e principalmente, uma maravilhosa amizade.
Aprendi que quando alguém realmente te quer na vida dele, esse alguém não se importa com seu passado - mas o conhece - se preocupa com seu futuro e aproveita cada momento do seu presente com você, sejam coisas boas ou ruins.
Eu me sinto aprendendo coisas novas a cada dia, e admito estar amando isso. Porque não aprendo somente sobre relacionamentos, mas também sobre eu mesma.
Postar um comentário