Seu silêncio é adaga

, , No Comments
Que perfura cruelmente minha alma. Não, ela já ultrapassou até isto. Eu não sei te dizer o que mais machuca.
Estou ouvindo o playlist mais triste que poderia ouvir e estou tentando escrever algo. Talvez um desabafo.
Eu estou com uma vontade gigantesca de desistir de tudo. De jogar tudo pro alto, sumir. Pegar o primeiro ônibus pra longe dessa cidade. Eu quero muito desistir de tudo, todos. Incluindo você.

Sim, estou pensando e até considerando esta ideia. Eu fiz tudo o que podia. Eu abri meu coração, ele até se aliviou. Mas está pesado novamente. Cheio de dor e dúvidas. Cheio de medo.
Medo. Oh maldita palavra que me cerca! O que há de errado com o mundo? Eu só queria amar em paz.
Ter alguém para amar e se sentir amada. Mas eu percebo que o universo não está aliviando para mim.
Por que tanto sofrimento redirecionado a minha pessoa? Por que eu não posso ser aquelas pessoas "normais" que são felizes e riem a toa? Por que aparentemente nada parece estar certo na minha vida?
Eu não sei te responder, mas nada está bem. Estava bem até aquele sábado, até acontecer aquele beijo.
Tudo começou a desmoronar naquela sexta-feira, quando você disse não ser um adeus. Mas que na verdade foi. Foi um adeus a minha sanidade, a minha razão.
Eu não sei escrever mais nada que não seja relacionado a você. Eu não consigo sonhar com outras coisas, apenas contigo. Eu fecho os olhos e vejo você.
Mas nos meus sonhos e pensamentos, você está ao meu lado e não aí, fazendo sei lá o quê.

Eu admito, é uma droga te amar tanto assim. Sim, eu sei do que estou falando. Eu realmente o amo, com toda a alma, coração e corpo. Meu corpo estremece quando te vejo. As vezes fico apenas te olhando e não quero falar nada, mas adoro te ver.
Quando você pergunta "O que foi" eu só queria dizer o quanto te admiro por ser exatamente como é, apenas isso.
Você é um homem fantástico, que me fez se sentir amada, desejada e protegida. Acredite, eu realmente me sinto assim.
Eu sou péssima quando o assunto é paciência. Sim, eu não sei ser paciente. Não sei esperar.
O que eu sei é que nada comigo é meio termo.É tudo intenso demais mesmo.
As vezes parece que sufoco as pessoas, insisto demais. Amo demais, odeio demais.

Mas a partir de hoje o silêncio será meu aliado e forte companheiro. Eu não vou mais tocar no assunto. Não vou mais perguntar nem mesmo mencionar a tão temida frase "E então?". Eu não consigo mais.
Entenda que não estou desistindo de você. Eu jamais faria isso. Eu apenas não posso mais postergar esse sofrimento. Eu não posso matar as poucos o amor dentro do meu peito.
Eu preciso me afastar, deixar ir.
Tudo que fica preso quer fugir e se sente sufocado. Aprisionar a coisa só o torna bestial.
E o amor é tão livre. Não importa o quando você me faz se sentir maravilhosamente bem, eu preciso deixar ir.
Eu preciso te libertar.
Postar um comentário