Medo

, , No Comments
É quase meia-noite e não consigo dormir, pensando em você. Não pensando do modo bom, imaginando nossas mãos entrelaçadas ou nossos filhos correndo pela casa. Pensando em como andamos afastados ou melhor, em como ando me afastando.
Eu ando assustada. Meu corpo estremece e fica febril ao imaginar a cena de você saindo da minha vida para sempre.
Eu não tenho apenas medo de perder seu maravilhoso beijo ou seu corpo sobre meu, não. Meu medo é maior que isso. É medo de perder seu olhar preocupado suas brincadeiras, suas piadas ruins, seu cabelo bagunçado, seu ouvido junto ao meu peito. O meu medo é perder essa sensação boa, tão pacífica que tenho contigo.
Tenho medo de perder meu ponto de paz e minha sanidade.
Esse medo engoliu meu coração de uma forma devastadora e eu não sei onde recuperar forças. Esse mesmo medo me impede e impediu tantas vezes de dizer a frase “Estou apaixonada por você.” Esse medo tira meu sono e também minha fome. Tinha minha concentração, tira um pouco da paz que você me traz. Esse medo todo, amolece minhas pernas, rouba meu ar. Esse medo parece ter forças para me devorar por completo se não fosse meu passado.
Eu sei, eu não posso culpar você por todos os canalhas que passaram em minha vida. Mas você entende o quão difícil é se declarar pra alguém? O quanto é assustador já saber que 50 a 60% é um não certeiro?
Diga, você já sentiu esse medo? Você sente esse medo ao me ver partir e imaginar que aquele pode ser nosso último dia juntos?
Você pode até pensar que estou exagerando, mas é o que sinto. É tudo isso que grita sem eu conseguir calar em meu peito.
Você é meu Pearl Harbor, minha fortaleza, meu anjo da guarda, minha morada escondida na mais alta montanha. Você é a cura de todo o medo que se passa dentro de mim.
Olha só, eu falando mil coisas e não consigo ao menos dizer que lhe amo.
Meia-noite. Um único desejo? Coragem!
Postar um comentário