Direita ou esquerda?

, , No Comments
Sinto um vazio dentro de mim. Quase incapacitada de tomar uma decisão
Isso me faz lembrar de um filme. Nemo Nobody era incapaz de fazer escolhas, ele não lembrava de grande parte da sua vida, porque não conseguia escolher. Mas nossa vida é feita disso não é mesmo?
Escolher. Ir para a direita ou esquerda. Seguir ao sul ou norte. Comprar um donut ou um bolo de chocolate.
Amar ou não amar. Dar uma segunda chance. Persistir. Desistir. Escolher um curso. Aceitar uma proposta. Dizer sim. Dizer não.
Tudo isso cabe somente a nós. E afeta a nós mesmo e algumas pessoas a nossa volta.
Eu posso dizer que tomei escolhas bem erradas na vida. Paguei o preço, alguns a minha volta também. Escolhi coisas boas também. Mas no exato momento me sinto impotente. Não consigo decidir o que fazer.
A música que me lembra você bate direto em minha cabeça. Dia após dia. Mais forte a cada noite.
Eu não posso negar que não pensei em você nos fogos do ano novo. E não nego a alegria de ver a notificação em seu nome.
Mas mesmo assim, me divirto em outros braços, em outros lábios. E hoje, eu quase pude me sentir feliz de verdade com este outro. Não sei ao certo o que você quer, mas eu sinto falta.
Me lembro das boas coisas que vivemos juntos. Pouca coisa, porém tão intensas.
Me sinto pronta para tentar novamente, mesmo sabendo que o final é 50% fadado ao fracasso, ao choro e a raiva.
Mas eu escolhi assim, eu decidi. Não posso culpar ninguém por isso.
Eu tentei pedir ajuda, conselho. Mas quem melhor que meu eu interior para me ajudar?
Postar um comentário