#LoveWins

, , No Comments
Que dia inspirador!
Hoje eu acordei, acordei bem feliz. Talvez levada pela euforia de estar melhorando da amigdalite, mas o dia foi realmente feliz. Hoje foi o dia que ouvi o presidente dos EUA, senhor Barack Obama declarar legal o casamento entre pessoas do mesmo sexo em seu país.
Foi num momento oportuno, pois eu nunca vi tanta revolta e ações contra a nação LGBT como neste ano. Eu tenho amigos, parentes homossexuais e sempre os amei profundamente, da maneira mais pura e os via lutando por seu direito de ser como todos nós: alguém que pudesse casar e ter uma família. O problema é que para isso, estamos quebrando padrões, que foram impostos há muito tempo e nesse mesmo tempo ninguém se encorajava a quebrar.
Lembro quando estava no primeiro semestre da faculdade de Psicologia e o professor começou a discutir conosco sobre a lei que levaria os psicólogos a 'curar' os homossexuais. Eu pensei "Mas como assim?". Desde quando ser diferente é ser doente? Eu sempre, desde criança fui ensinada por meus pais a respeitar diferenças, mesmo que eu não gostasse delas. Porque cada pessoa pensa de uma forma diferente, cada ser é único e isso é ser vivo, é ser especial.
Qual seria a graça de ser igual ou robos?
Em nosso país isso é permitido (o casamento), desde 2013, um pouco antes que o Tio Sam, mas não com a mesma comemoração e felicidade. Ainda ocorrem muitos casos de homofobia, transfobia e outras formas de violencia contra quem é diferente ou simplesmente pensa diferente como eu. Nessas horas penso "Mas e a tal liberdade de expressão, não é válida?" As vezes ela não parece válida, mas ela é. Somos livres para pensar como desejamos pensar. E esse é meu pensamento "Toda forma de amor é válida, TODA!"
Independente se você é negro, branco, oriental, indio ou etc, o amor é para todos, porque afinal ele vê nosso coração e não nosso físico, conta bancária ou cicatrizes. O amor é para os fortes de coração aberto.
O amor é para os corajosos.
Parabéns senhor presidente, hoje você fez algo lindamente histórico!
Postar um comentário