Se foi.

, , No Comments
Meu corpo molha sob a doce chuva.
E eu fecho os olhos e lembro de todos os erros e pecados cometidos.
As gotas que caem querem lavar minha alma, mas o maldito pensamento não vai embora.
Eu estava errada, eu me deixei levar.
Não são más influências ou a ética de certo ou errado que me prendem. É outra coisa, outro pensamento, outra pessoa.
Sou quem eu quero ser e não quem deveria ser. Meu corpo gela. Deito no chão e deixo a chuva me levar, me lavar.
A vida se esvai devagar, a vida física. A alma jaz há um bom tempo atrás.
Postar um comentário