Homens choram.

, , No Comments
É engraçado te ouvir dizer que não tentei. Há dias eu tento, há meses, há anos. Poderia tentar pela eternidade, mas vá em frente e me deixe se segurar na borda da insegurança.
Ouviu a típica frase de que homens não choram, oras, sou humano. E humano demais.
Mas hoje eu preciso soltar. Vou em frente e tento viver como se não existe mais nada para se segurar. Segurar.
Seguro as lagrimas, que até sinto vergonha. Dentro de mim, há aquela briga, como anjos e demonios de filmes e desenhos. Mas há um confronto. Eu preciso se libertar.
Pare de me dizer que desisti, você não sabe o quanto insisti. Não me diga para segurar.
Chorar já se tornou inevitável. É como se cada lágrima, levasse consigo minhas dores. Me sinto aliviado, solto, leve, liberto.
Não me envergonho mais de chorar, me deixo levar. Até meu pai chorou. Tantas vezes por dor, por tristeza, alegrias e até raiva.
Cada lágrima era a saída de escape dele, para nosso atormentado mundo. Ele sempre me dizia, que se iriamos morrer um dia, deveriamos viver e chorar tudo o que tinhamos direito. Porque quando ela (a morte) chegasse, estaríamos prontos.
E é isso que sigo, é isso que faço hoje.
Minha alma se liberta, minha cabeça já não queima mais.
E aos que me chamam de bobo ou simplesmente covarde e fraco por chorar, eu lhes digo.
Meu coração não conheceu a alegria suprema, se não por intermédio da dor.
Postar um comentário