Perfeição

, , No Comments
'Eu erro demais' certa vez você me disse. Mas eu nunca te cobrei ser perfeito. Sempre gostei do teu jeito torto, essa barba mal feita e o seu jeito de andar só com aquele jeans surrado pela casa. Admiro tua sinceridade e sim você erra demais, mas qual seria a graça de ser perfeito, de acertar tudo? Pessoas perfeitas, certinhas são tão irreais, utópicas, não ''palpáveis''. Amo quando fica nervoso e deita a cabeça em meu colo e então te acalmo sob caricias e beijos na sua testa. Sofro de inquietação. Não sonho com o futuro e não me lembro mais do passado. Fico apenas vivendo nosso presente. É engraçado como somos. Diferentes e ao mesmo tempo tão iguais. Sentar em frente ao mar e observar as ondas quebrar. Deitar na areia e ver o céu estrelado. Nem sempre sorrindo nem toda vida chorando. Somos meio a meio. Meio feliz, meio triste. Realistas, utópicos. Eu posso e consigo dizer que você é meu céu e também meu inferno. Minha chuva de verão e minha tempestade de inverno. Ying-yang, preto e branco, alto e baixo.

Postar um comentário