Silly heart

, , No Comments
Ah coração, quando vais aprender?
Quando vai deixar de palpitar pela pessoa errada? Quando vamos entender que esse negócio de amor não é para nós?
Esse processo deveria ser simples: conhecer a pessoa, ter uma boa conversa, se apaixonar, namorar, noivar, casar, ter uma família e envelhecer ao lado dela.
Mas não é fácil assim. Quantas vezes um coração pode ser rasgado, dilacerado e continuar ali, batendo, lutando? Eu não faço idéia. Eu realmente estou triste, decepcionada. Magoada. Não sei o que pensar, nem ao menos o que fazer.
Ah mas que droga, todos aqueles sentimentos tão familiares estão de volta...
Quando é que vou aprender a reconhecer e não cair nessas armadilhas? Quando vou realmente poder dizer coisas bonitas, fofas, sem ter o medo de sentir a dor da perda e solidão novamente?
É pedir demais querer a felicidade? É querer demais apenas sorrir sem se preocupar?
Ninguém deve ficar só, essa é uma lei natural da vida. Maldita hora em que o coração avista aquela pessoa!
e lá vem toda aquela parte boba de se apaixonar e logo em seguida a dor.
Eu já não sinto mais dor, apenas sei que ela está aqui. Já me adaptei à ela.
Estranho não é? Quanto mais se convive com algo, mas imune se torna.
Já não sente o coração, apenas bate. Lentamente, cada vez mais lento. Respire, inspire. Continue a tentar viver.
Postar um comentário