Não tão sério

, , No Comments
Eu queria mesmo algo sério com você. Um namoro firme, um noivado ou até mesmo um casamento.
Mas você só queria saber de brincar e de me usar. Riu e se divertiu as minhas custas.
Procurou em outras, não sei ao certo o que, poque eu havia te dado meu mundo. Quando então eu tomei meu mundo de volta, você queria algo sério. Mas então eu pensei: agora é minha hora de brincar. Agora sou eu que rio de você, do seu sofrimento e agonia. Sou eu que ''sambo'' na sua cara agora, te faço de tapete. Chega de levar a vida tão a serio. Você nunca mereceu tudo aquilo que eu dava a você, nem sequer uma lagrima ou cinco segundos da minha atenção. Você agora ta aí querendo planejar uma família com a garota que me apunhalou pelas costas. Mas acontece que ela não está disposta a realizar seus sonhos, ela quer a liberdade dela, os sonhos dela. Talvez você pense que é uma praga rogada minha. Mas não se engane meu bem, eu não desejaria isso a você, você merece no minimo o triplo do que eu chorei e sofri. Você, felizmente só está colhendo o que me fez.
 Eu então encontrei quem cuide de mim, que me segure quando eu cair e principalmente que transforma a tempestade da minha vida em arco-iris. Agora eu não corro da chuva e sim danço nela. Eu libertei minha alma de você. Eu recuperei minha sanidade. Reformulei meu mundo. Porque afinal, meu mundo era seu, estava em suas mãos e você o quebrou como um globo de cristal quando cai no chão... Eu era como a rosa na época do nosso ''amor''. Você extraiu todo o perfume e as boas pétalas, me abandonou com meus espinhos, porque não soube interpreta-los. E talvez por isso hoje em dia você me ache diferente e talvez até ouse pensar que se tivesse me amado e cuidado de mim, nada disso teria acontecido, certo? Mas é, você está errado, como sempre esteve. O amor é como a arte, requer dom, mas você por azar, não foi agraciado com tal.
Postar um comentário