Inquietação

, , 1 comment
Dormir cedo não está no top 10 da minha lista de afazeres. O ápice de idéias e pensamentos loucos são sempre a noite. Mas ultimamente isso vem se agravando.
Admito que fazia tempo que não parava para escrever no meio da noite. Ando numa rotina monótona ultimamente.
Essa semana foi meu aniversario. Como sempre, aniversários me deixam deprimida. Não me fazem sorrir, especialmente o meu. Tem muita coisa, vários motivos que me impedem de comemorá-lo. Ele vem seguido de um dia fúnebre, e por muito pouco não nasci neste dia. Sempre gostei mais da noite do que do dia. Mais da lua do que do sol. Mais das nuvens do que do chão.
Cabeça avoada, sonhadora, criativa, desastrada e boba. Essa sou eu! Com aquele charme único chamado solidão. Talvez você até pense: "Caramba, que depressivo!". É, pode ser. Ninguém entende o que se passa dentro de mim. Mas uma certeza eu tenho: lá no fundo algo está mudando. Algo que talvez esteja sendo restaurado: talvez minha humanidade? Meu coração? A empatia ou os sentimentos? Talvez. Um grande talvez. Duvidas rodeiam minha mente.
Só sei que ando inquieta, agitada. Uma sensação estranha. Pode ser insonia, ou até mesmo excesso de café, quem sabe? Mas isso não importa, só importa a nós mesmos. Por que somente nós sabemos o que sentimentos, mesmo sem entender...
Postar um comentário