Responsabilidades

, , No Comments
Quantas vezes nos deparamos com situações que deveríamos ser responsáveis, porém nem ligamos?
Coisas que não são simples brincadeiras de criança mais. Quando criança, ansiamos ser adultos logo, mas assim que chegamos na fase adulta, com toda aquela burocracia chata de ser gente grande, desejamos no mesmo momento ser crianças para sempre. Psicólogos dizem que isso é uma especie de ''síndrome Peter Pan'' (Esta síndrome caracteriza-se por determinados comportamentos imaturos em aspectos comportamentais, psicológicos, sexuais ou sociais. Segundo Kiley, o indivíduo tende a apresentar rasgos de irresponsabilidade, rebeldia, cólera, narcisismo, dependência e negação ao envelhecimento.). Bem, talvez eles estejam certos. Mas acontece que já crescemos e não dá mais pra voltar atrás.
Aí quando você cresce você tem poderes, deveres e responsabilidades e como já dizia o tio Ben: ''com grandes poderes, vem grandes responsabilidades!". É, isso é totalmente verdade. No formamos na escola, e então já temos que pensar num emprego, e numa boa universidade. Decidir em que se formar, o que gostamos, o que não gostamos. O que queremos ser pro resto da vida e o que devemos escolher para nossa vida.
Vendo dessa forma você pode até pensar ''caramba, como é chato ser adulto!". E é! Você está certo, mas a vida é feito de bons e maus momentos, de alegrias e tristezas, altos e baixos. Mas acontece que se nós formos conscientes em ter responsabilidade, aprender com o erro, pensar duas vezes antes de fazer algo, talvez a vida seja melhor.
As vezes nos deixamos levar pela seriedade dos fatos e esquecemos de aproveitar bem a infância, nos apressamos a crescer. Sendo que só deveríamos ligar pro fato de brincar e só se preocupar com o desenho da manhã. E também tem o outro lado da moeda: não querer crescer, achar que ser adulto é como brincar de boneca: é fácil e se tu enjoar, um dia deixa pra lá...
Postar um comentário