Me predomina a loucura

, , No Comments
Admito, sou fora do normal. Nunca fui de seguir bem as regras ou até mesmo etiquetas. Talvez meio ogra, grossa, cínica, mas acima de tudo: louca.
Nunca fui meio termo, quente ou fria. Não costumava ficar em duvida, sem saber o que dizer. Já me disseram que tenho resposta pra tudo na ponta da língua, e é verdade! Sei de muita coisa, tenho tanto assunto. Mas ultimamente ando avoada, como diria meu pai. Ando desligada do mundo. Cabeça nas nuvens, sonhando acordada. Engraçado? Talvez.
Talvez porque em algumas coisas eu deveria me concentrar, mas nem sempre faço isso. Sobre a loucura, bem, ela tem outra nome. Chamam de paixão ou amor também. Loucura mesmo!
Tento entender, mas até mesmo Freud não explicaria.
Queria tentar entender o que eu ando pensando ou fazendo. Os únicos capazes de entender são os poetas, os maiores loucos desta terra. Mas loucos por que? Porque sempre viam uma realidade diferente da nossa? Qual a graça de ser normal? Por que criticar a visão alheia? Os cães veem o mundo em preto e branco, seria maluquice dizer que um deles poderia ver as sete cores do arco iris. E sim esses seriam os poetas, os amantes, e nós os outros. E o que faríamos? Julgaríamos. Por que tudo aquilo que é novo e temos medo, nós julgamos. Somos hipócritas. Mas aonde essa hipocrisia vai te levar? Vai te fazer crescer? Vai te fazer melhor que o cão que vê o arco iris?

Postar um comentário