Deveria ser natural

, , No Comments
Temos uma única certeza na vida, mas ela não é tão feliz assim no final das contas.
Sim eu já passei por isso desde os meus seis anos de idade. É difícil acreditar que uma criança aprenda a lidar com isso, mas eu aprendi. Desde muito nova vendo o sofrimento, a angustia, o choro e a dor da perda.
A primeira perda fora aos seis anos. Lá se ia embora um dos meus grandes amores, meu avó, meu eterno companheiro de brincadeiras. Aos nove, dez anos então vem mais uma coisa horrível: a perda de um tio amado. Ele era brincalhão, me adorava ver sorrir e eu amava estar com ele. Ele tinha seu jeito todo torto e louco talvez, mas para mim ele era especial. Passei sete anos tranquilamente sem nenhuma perda. Estava começando a me acostumar com a tranquilidade, aí então veio uma tragédia, sinceramente algo horrendo de se imaginar, e então minha tia se foi. Fora algo difícil para mim, pois eu custava a acreditar que ela se fora, sendo que mal passara o Natal e eu estava lá na casa dela comendo pêssegos enlatados com ela. Os anos se passaram e toda a família ainda estava abalada. E então quando eu estava prestes a fazer vinte anos um grande amor, inestimável amor da minha vida veio a me deixar só. Sobre essa perda eu ainda sofro, choro e me pego pensando. Meu tio era alguém que alegrava o ambiente, deixava tudo mais alegre e divertido. Era e é alguém insubstituível. Um pouco mais de um ano se passou e então na sexta feira passada um pequeno anjo se foi. Minha prima: uma criatura doce, amável, linda e meiga nos deixou e mais um buraco, cratera em nosso peito abriu. Foi algo inesperado e totalmente assombroso. Ela era jovem e cheia de vida, tinha toda uma vida pela frente sabe? Mas infelizmente pra longe ela foi, pra nunca mais voltar.
Bem, essa é a minha vida. Muitas pessoas me veem como alguém alegre e forte, e sim, realmente eu sou. Mas dizem que você só é forte o suficiente quando ser forte é sua ultima opção. A grande certeza na vida de todos é que um dia iremos embora. Não sei se para o céu, para o inferno, purgatório, ou apenas pra debaixo da terra, realmente não sei. Isso vai da crença de cada um. Cada um acredita em algo ou simplesmente não acredita.
Mas uma coisa que deveríamos fazer realmente é tentar ver como algo natural. Mas não é fácil. Nunca é fácil dizer adeus a quem sempre esteve ao seu lado. É algo complicado. Mas uma unica coisa realmente que tenho certeza é: aproveitar cada dia como se fosse seu ultimo dia, porque não sabemos sobre o dia de amanha ou sobre daqui uma hora. A vida é feita de altos e baixos, porque se não tiver altos e baixos, não há vida...

Postar um comentário