Cuidado, por trás de qualquer pessoa fria existe um coração partido.

, , No Comments
Pois é, eu sou uma prova viva dessa frase. Eu já era meio fria, não me apegava direito. Agora estou bem pior. Beijei um garoto por beijar, porque eu estava com vontade e não porque gostava dele. Agora me pergunte se eu era assim há três anos? Não! Eu me importava com os sentimentos dos outros. Mas depois que percebi que ninguém se importava com os meus, me fechei, ou melhor ‘desliguei’ meus sentimentos e comecei a viver a vida.
Tornei-me uma espécie de monstro sem sentimento. Importo-me com quem se importa comigo, quem ta ali comigo. Quem fala mal ou me olha de ‘cara torta’ to nem aí! Sim, um monstro sem sentimentos que eu tanto temi na infância eu me tornei. A última vez que chorei foi no enterro do meu tio. E depois disso nunca mais chorei. É estranho e bom ao mesmo tempo ter desligado os sentimentos. Consigo aproveitar bem mais a minha vida. Sem ter aquele peso na consciência. Mas é estranho porque não me sinto mais como a Angelica. Sinto-me como se tivesse desenvolvido outra personalidade. Mais forte, mais encorajada, sem medo de viver. E admito: divirto-me bem mais sem os sentimentos. Chamaram-me de vampira esses dias. Sabe por quê? Porque eu estou apenas sugando do outro o que quero e depois jogo fora. Bem, faz sentido. É como os vampiros da serie que assisto The Vampire Diaries, eles desligam o sentimento, sua parte ‘humana’ e se divertem. Ou como nosso eterno Drácula, sugava o sangue de suas vitimas ate a ultima gota e descartava o corpo. Devo estar virando um vampiro mesmo. É apropriado o termo. Tenho alergia ao sol, odeio alho, não sou muito religiosa. E agora pra completar, desliguei os sentimentos. É eu sou um monstro. Julgue-me sociedade!
Eu apenas cansei de ser boazinha e se importar como todo mundo e ninguém ligar pros meus sentimentos. Sentimentos os quais, eu não tenho agora...


                     ~ A garota de preto. 

Postar um comentário